5 Dicas Infalíveis para Aprender Inglês

Bullseye Cultura Inglesa

Bullseye! Que tal dar um tiro certo na hora de aprender inglês? A sala de aula é apenas o começo de uma longa jornada para obter o domínio completo da língua. Com a estrutura apropriada, materiais atualizados e professores preparados, é possível atingir todos os conhecimentos necessários para se tornar fluente no inglês. Mas isso não significa que você não deve fazer sua parte fora da escola.

Existem diversos exercícios diários que ajudam e complementam os estudos do inglês. Pensando nisso, nós separamos abaixo cinco dicas infalíveis que irão te ajudar a acertar em cheio seu aprendizado. Confira:

1.Faça perguntas e converse

Uma das dicas mais importantes é: utilize o que aprendeu dentro da sala de aula, fora dela! Utilize dos seus familiares e amigos que já sabem falar em inglês, ou também estão aprendendo, para trocar ideias, fazer perguntas, tirar dúvidas, ou apenas jogar conversa fora.

Esse exercícios simples e dinâmico ajuda você a fixar o costume de pensar em inglês, além de ser um ótimo complemento para melhor a pronúncia e dicção, lhe dando mais autoestima na hora de utilizar o idioma.

2. Assista filmes e séries com áudio e legenda em inglês

Nós já falamos aqui no blog que uma das melhores dicas para aprimorar o aprendizado  da língua inglesa é assistindo filmes e séries. A sacada é procurar assistir os vídeos dublados com legenda em inglês, caso for iniciante no aprendizado da língua, ou assistir os programas na língua original inglesa com legenda em inglês, se você já estiver em um nível mais avançado.

Procure até mesmo assistir as séries infantis. Elas são criadas especialmente para isso: ensinar a se comunicar, então podem ser uma ótima opção para quem está começando.

3. Use a tecnologia a seu favor

Hoje em dia a maioria das pessoas possuem smartphones, e com eles, a facilidade de baixar aplicativos e programas das mais diversas categorias. Uma dessas categorias são os apps de inglês, que servem para auxiliar no aprendizado do idioma. Eles podem ser jogos, testes, minigames, quiz, ou até mesmo tira-dúvidas. Procure na biblioteca de aplicativos do seu celular o que mais combina com você.

4. Escute músicas e procure a tradução de suas letras

Além de filmes e séries, outro dica na área cultural é a música. Escutar canções em inglês é um ótimo exercício para a  compreensão auditiva. Quando você ouve músicas inglesas, consegue criar uma maior familiaridade com a língua, além de aprender expressões, dialetos e gírias da atualidade de maneira natural. É ótimo também para para ampliar seu vocabulário.

5. Tire todas as suas dúvidas com seu professor

Por fim, a dica de ouro: nunca saia da sala de aula com dúvidas. Se não entendeu alguma questão ou explicação, procure seu professor. O contrário também é importante, leve suas dúvidas para a escola e aproveite a experiência de seu teacher ou dos seus amigos para aprender! Ficar com dúvidas significa aprender de forma errônea, o que pode comprometer a captação de novas informações e explicações.

Seja qual for sua dúvida, os professores da Cultura Inglesa Curitiba estão sempre disponíveis para você 😉

Let’s Talk Business: Curso Especial de Inglês para Negócios

Business Cultura Inglesa

Há muito tempo o inglês deixou de ser considerado um diferencial no currículo dos profissionais que concorrem a uma vaga de emprego. Com o passar dos anos ele se tornou um pré-requisito fundamental. Logo, se você tem interesse em aprender inglês para utilizar em sua área profissional, deve saber que o mundo dos negócios possui diversas peculiaridades, principalmente em seu vocabulário, composto de expressões e gírias únicas.

Assim, quem está na área precisar estar sempre atualizado com o idioma para não ficar para trás, e a Cultura Inglesa Curitiba possui a opção certa para você: o módulo Business.

Ele é diretamente voltado para negócios, com ênfase em atividades práticas, recriando situações que envolvem o dia a dia da empresa, tornando o aprendizado mais dinâmico e eficiente. No final do curso o aluno estará apto para participar de reuniões, negociações, e outras atividades que envolvem o uso fluente da língua inglesa, em situações como:

  • On business – “Fazer uma viagem de negócios”
  • It’s not my business – “Não é problema meu”
  • For your information – “Para sua informação”
  • ASAP ou As soon as possible – “O quanto antes”
  • Budget –  “Orçamento”
  • Market Trends – “Tendências de Mercado”

Saiba mais: 25 expressões em inglês para se usar nos negócios

O  módulo Business também é oferecido nas opções one to one (aulas individuais) e grupos. Seu requisito mínimo é conhecimento em inglês no nível intermediário (Quadro Comum Europeu nível A2/B1).

Desse modo, com o domínio da língua inglesa para negócios, você poderá ampliar suas oportunidades no mercado de trabalho.

Happy Valentine’s Day: O Dia dos Namorados no Reino Unido

Valentines-day-Cultura-Inglesa-Post

Love is in the air! Em fevereiro é comemorado o Valentine’s Day, ou Dia de São Valentim. Celebrado no dia 14 deste mês, a data também é conhecida como o Dia dos Namorados em diversos lugares, como no Reino Unido. É aquele momento especial no qual se celebra o amor entre casais e namorados apaixonados, sendo comum a troca de cartões românticos e presentes com símbolos de coração, tais como as tradicionais caixas de bombons e chocolates.

A lenda de São Valentim

A comemoração vem da história do bispo Valentim, que se tornou um santo reconhecido pela Igreja Católica e pelas Igrejas Orientais devido sua luta contra as ordens do imperador Cláudio II, na Roma Antiga. O soberano proibiu o casamento durante as épocas de guerra, acreditando que os solteiros eram melhores combatentes para seu exército, e que os jovens que não tivessem família ou esposa, se alistariam com maior facilidade.

Porém Valentim continuou a celebrar as cerimônias em segredo, até a prática ser descoberta pelo imperador, o que levou o bispo a ser condenado à morte.

Reza a lenda que enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. Entre as pessoas que jogaram mensagens ao bispo estava uma jovem cega, Artérias, filha do carcereiro, a qual conseguiu a permissão do pai para visitar Valentim.

Os dois acabaram apaixonando-se e, milagrosamente, a jovem recuperou a visão. O bispo chegou a escrever uma carta de amor para a jovem com a seguinte assinatura: “de seu Valentim”, expressão que ainda hoje é utilizada para mensagens e cartões românticos nos dia dos namorados. Tristemente Valentim, depois da sua condenação de morte, foi decapitado em 14 de fevereiro de 270.

Entretanto, desde 1969 a data não é mais celebrada oficialmente pela Igreja Católica em função da precariedade de comprovações históricas que levam em questão até mesmo a sua existência

E no Brasil?

Você já sabe que o Dia dos Namorados no Brasil é comemorado em 12 de junho, mas sabe porque não é comemorado no dia 14 de fevereiro, como na Inglaterra e demais países?

Isso se deve ao fato ao publicitário João Doria, pai do atual prefeito de São Paulo. Em 1949, o publicitário apresentou aos comerciantes paulistas a ideia de criar uma data comemorativa em junho, para aumentar as vendas que abaixavam nesse mês. Assim, Doria sugeriu criar o Dia dos Namorados, por ser véspera do 13 de Junho, Dia de Santo António, santo português com tradição de casamenteiro. A ideia, amparada pela correlação com o Dia de São Valentim no hemisfério norte, deu certo e se expandiu pelo Brasil, sendo comemorada até hoje.

Happy Pancake Day!

Nós brasileiros já estamos acostumados com a terça-feira de carnaval, o feriado mais alegre de nosso país, porém, essa não é a única comemoração deste dia. Em diversos países também é comemorado o famoso “Shrove Tuesday”, ou a Terça-feira Gorda em tradução livre para o português.

Mas o que isso tem a ver com o carnaval? A resposta é muito simples!

Nessa terça-feira os cristãos se despedem da carne, ficando de quarenta da quarta-feira de cinzas até a páscoa. Segundo alguns estudiosos, a própria palavra “Carnaval” tem origem na expressão em latim “Carne Vale”, a qual quer dizer “Adeus à carne”. Assim, nesse dia, os devotos aproveitam para comer os alimentos que não são permitidos no período da quaresma.

Apple-Cinnamon-Oatmeal-Pancakes

Um dos lugares em que a tradição é mantida é no próprio Reino Unido. Lá, a Terça-feira Gorda é conhecida como “Pancake Day”, ou Dia da Panqueca. Ou seja, é um dia inteiro especial para se fazer e comer panquecas.

A iguaria foi a forma encontrada para usar os alimentos – leite, manteiga e principalmente ovos – que tradicionalmente não eram permitidos no período da quaresma.

Além da parte gastronômica, também faz parte da tradição as famosas corridas de panquecas (Pancake Races), as quais ocorrem em vários lugares da Inglaterra, e principalmente em Londres. O objetivo, além de alcançar a linha de chegada em primeiro lugar, é jogar as panquecas pro alto e acertando de novo a frigideira até chegar na linha final. Digno de um esporte olímpico, não é?

1280px-EnglishPancakeRace

A primeira e mais famosa corrida acontece na na pequena cidade de Olney, em Buckinghamshire, e ocorre todo ano há mais de 500 anos. Já em Londres é possível assistir a corrida na antiga cervejaria – Old Truman Brewery. Há também a A Great Spitafields Pancake Race, corrida realizada à fantasia e de forma beneficente, em que os times de corredores fazem revezamento da frigideira. 

Um feriado delicioso, não é? Happy Pancake Day!

8 músicas inglesas para curtir o carnaval

O termo British Invasion, ou Invasão Britânica, é o nome dado pela mídia para descrever a entrada de artistas de música pop e rock do Reino Unido nas paradas musicais no mercado de entretenimento norte-americano. Ela começou no anos 60, mas se mantém até os dias de hoje com artistas britânicos de destaque, os quais são mundialmente conhecidos.

Aproveitando essa onda de música inglesa, reunimos abaixo oito hits de sucesso para curtir o carnaval com sons direto da terra da Rainha.

Spice Girls – Wannabe

Led Zeppelin – Black Dog

Florence + The Machine – Dog Days Are Over

Mark Ronson – Uptown Funk ft. Bruno Mars

One Direction – What Makes You Beautiful

The Beatles – Twist & Shout

Coldplay – Paradise

Arctic Monkeys – I Bet You Look Good On The Dancefloor

BÔNUS: The Clash & Ivete Sangalo – Céu De London

Teacher Training: curso de inglês para professores

Muitos alunos, depois que terminam todos os módulos de língua inglesa desde o Tots até o Avançado, tem o interesse de seguir o caminho do ensino e se tornarem professores. Pensando nisso e nos demais profissionais que buscam ganhar mais experiência na parte didática, a Cultura Inglesa Curitiba desenvolveu o curso Teacher Training.

Esse curso especial proporciona conhecimentos sobre metodologia básica aplicada ao ensino da língua inglesa, com componentes teóricos e práticos, permitindo ao mesmo a utilização imediata em sala de aula.

Ou seja, o professor praticante ou iniciante irá desenvolver seus conhecimento para aplicar o aprendizado da gramática normativa e tradução literal, além de conhecer os diversos métodos de ensino do inglês, como o método direto, ensinando a partir do contato direto com o idioma, por meio de imagens, gestos, músicas ou simulações reais com a língua, e o método audiolingual, no qual o foco principal é na audição e fala.

No Teacher Training o professor também desenvolve o método sociointeracionista, o qual cria situações reais para aperfeiçoar o domínio da língua inglesa e desenvolve a competência linguística por meio da comunicação, troca de experiência e situações do dia a dia.

É importante lembrar que o curso de Teacher Training é indicado para os profissionais que já tem conhecimento avançado do inglês (Quadro Comum Europeu nível C1) e possuem o certificado do CAE e CPE.

O curso prepara o aluno para realizar o exame Cambridge English: Teaching Knowledge Test, TKT. Este exame avalia as competências que são necessárias para ensinar inglês a pessoas que falam outras línguas, o teste pode ser realizado por professores de todos os níveis de ensino.

O TKT é ideal para os novos professores que desejam melhorar sua confiança e competências no idioma, também, é indicado para professores experientes que pretendem especializar-se em uma determinada área, e para os professores que vão começar a dar aula de inglês.

O curso especial Teacher Training tem a duração de dois semestres, com carga horária semestral de 12 aulas de 100 minutos cada. Para mais informações entre em contato com a Cultura Inglesa Curitiba pela página www.culturainglesacuritiba.com.br/servicos/ ou pelo telefone (41) 3244-8791.

6 Canais no youtube para te ajudar a estudar inglês

5 Canais no youtube para te ajudar a estudar inglês

O Youtube há anos se tornou uma das redes sociais mais utilizadas do mundo, e o número de produtores de conteúdo vem crescendo constantemente nos últimos anos, impulsionados pela rentabilidade dos vídeos.

A maioria desses criadores de vídeos tem foco na área de entretenimento, porém é possível encontrar vários desenvolvedores da área de educação, que compartilham dicas, experiências e formas novas de se aprender.

Dentro de idiomas, não é diferente. Vários “youtubers” publicam vídeos ensinando ou debatendo sobre determinada língua, falando sobre gírias, métodos de aprendizado ou até mesmo falando sobre a cultura dos países estrangeiros.

Na lista abaixo mostramos seis canais do Youtube que são especializados na língua inglesa, e podem ajudar a melhorar a forma como você se relaciona com o idioma.

Lembramos porém que nem todo vídeo visto na rede social pode conter informações verdadeiras, visto que nem todos os produtos possuem graduação na área. Por isso é sempre bom contar com a ajuda e presença de um professor na hora de aprender.

1) Mairo Vergara

Mairo Vergara é o maior youtuber brasileiro falando sobre a língua inglesa no Youtube, possuindo mais de 1 milhão de seguidores. Ele é professor de inglês e especialista no aprendizado e ensino de idiomas estrangeiros. Embora o foco do canal seja o inglês, a grande maioria das dicas também pode ser aplicada no estudo de outros idiomas estrangeiros.

 

2) Carina Fragozo

Carina Fragozo é uma youtuber formada em Letras, doutora em Linguística e professora de inglês há mais de 10 anos. Em seu canal English in Brazil ela dá dicas sobre tudo o que diz respeito ao ensino/aprendizagem da língua inglesa de forma bem descontraída.

 

3) British Council Learn English

O canal oficial da British Council disponibiliza vídeos de fácil entendimento para o inglês britânico, com várias figuras e animações. Existem desde lições de frases básicas para viagens até gramática da língua inglesa.

4) Rachel’s English

Não sabe como pronunciar corretamente uma palavra em inglês? Então você pode conferir o canal Rachel’s English (Inglês da Rachel), onde a criadora compartilha seu conhecimento em fonética, podendo te ajudar com pronúncia. Canal totalmente em inglês.

5) ESL Basics

Quer começar do básico? Com vídeos curtos e objetivos, o canal ESL Basics  aborda os principais termos utilizados nos países de língua inglesa.

 

6) Cintia Disse

Aprenda mais sobre Inglês e descubra o mundo junto com a Cintia, que dá várias dicas em seu canal e possui mais de 13 milhões de visualizações de seus vídeos.

25 expressões em inglês para se usar nos negócios

25 frases para o negócio

O mundo dos negócios tem diversas peculiaridades, e uma delas é o seu vocabulário, composto de expressões e gírias únicas. Ou seja, quem está na área de business, precisar estar sempre atualizado com no idioma para não ficar para trás. Na lista abaixo, listamos 25 expressões que podem ser muito úteis no ambiente profissional:

  1. Nine-to-five = horário comercial
  1. Word of mouth = boca-a-boca
  1. By the book = fazer as coisas 100% de acordo com a política da empresa, das leis, das instruções
  1. 24/7 = trabalhar muito, como se fosse 24hs/7 dias por semana
  1. Cave ou cave in = ser convencido a mudar de ideia (she insisted so much that I caved in)
  1. Back to square one ou back to the drawing board = começar tudo de novo, algo que não deu certo
  1. Big Picture = ver a situação geral, ver o cenário geral, e não somente detalhes ou partes
  1. In a nutshell = resumindo
  1. At stake = em risco
  1. Behind someone’s back = fazer alguma coisa sem a pessoa (ou pessoas) saberem
  1. Up in the air = algo ainda não decidido
  1. To be ahead of the pack/curve = estar à frente da concorrência
  1. Give someone a pat on the back = “dar um tapinha nas costas” por ter feito algo bom/certo
  1. Long shot = algo que iria além do esperado, porém com pouco probabilidade de sucesso
  1. Ballpark number = um número bem estimado, bem mais ou menos
  1. Backroom deal = uma decisão/negociação/acordo que não foi divulgada para o público
  1. Get the ball rolling = começar algo, normalmente um projeto
  1. On the same page ou see eye to eye = pensamos igual, temos a mesma opinião
  1. Gray area = alguma coisa não bem definida
  1. On your toes = estar muito alerta, pronto para qualquer situação
  1. Play hardball = ser muito competitivo, beirando o ilegal
  1. Touch base = contatar alguém ou alinhar ideias
  1. Under the table = por baixo dos panos
  1. Go the extra mile = fazer mais do que o esperado
  1. Raise the bar = aumentar a qualidade/desempenho do que era esperado

 

Fonte: Robert Half

Aprimorando o inglês com a série The Crown da Netflix

The Crown Cultura Inglesa Netflix (1)

The Crown é a primeira série da Netflix feita no Reino Unido e a mais cara já produzida pelo serviço de streaming.

Você já viu aqui em nosso blog diversas publicações sobre a cultura inglesa e curiosidades sobre Londres e demais cidades britânicas, como o texto de curiosidades sobre o Palácio de Buckingham, os parques obrigatórios para se visitar em Londres na primavera e até mesmo sobre o aniversário da Rainha.

Hoje queremos dar mais uma super-dica para se aprofundar ainda mais na vida inglesa e aprimorar o aprendizado do idioma: a série The Crown.

The Crown é uma série de televisão de drama criada e exibida pelo serviço de streaming Netflix, a qual conta a história do reinado da Rainha Elizabeth II do Reino Unido. Ela começa a partir de seu casamento em 1947, e tem previsão de ir até aos dias atuais.

Ela teve início no ano de 2016, com dez episódios em sua primeira temporada, se tornando um sucesso absoluto de crítica e audiência. Os principais elogios são a respeito da escolha dos atores, direção, roteiro, fotografia e a precisão histórica dos acontecimentos durante o reinado da Rainha ao longo do século XX.

As atuações de Claire Foy como a personagem principal e de John Lithgow, interpretando o famoso Primeiro-ministro Winston Churchill, também são os destaques. A impressionante performance da atriz rendeu para Claire o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Série Dramática. Na mesma premiação de 2017 a série conquistou o Globo de Ouro de Melhor Série Dramática do ano.

The Crown Cultura Inglesa Netflix (2)

A série é altamente elogiada na escolha dos atores, direção, roteiro, fotografia e a precisão histórica dos acontecimentos durante o reinado da Rainha.

Caso isso não seja o suficiente para você começar a assistir The Crown, nós damos mais destaques. Essa é a primeira série a ser realizada no Reino Unido pela Netflix, e também a mais cara já produzido pela empresa de streaming. O valor ilustra o tamanho cuidado da produção não apenas com a história e roteiro em si, mas também com o figurino de época, fotografia, locações e ambientação.

Além dos atores citados, completam o time principal da realeza: Matt Smith como o Príncipe Philip, Jared Harris como o Rei George VI, Vanessa Kirby como Princesa Margaret e Greg Wise como Lord Louis Mountbatten.

Atualmente a série já está com a sua segunda temporada disponível na Netflix, a qual pretende seguir até o sexto ano. A ideia é substituir gradativamente os atores por outros mais velhos, para que se mostre a evolução natural da história e do passar do tempo.

Para a terceira temporada, por exemplo, quem assumirá o papel principal da Rainha aos 29 anos será a atriz Olivia Colman, e a que fará a Princesa Margaret será a famosa atriz Helena Bonham Carter, conhecida por filmes da saga Harry Potter e outras produções hollywoodianas. Também é esperado a aparição da Princesa Diana já na próxima temporada, mas por enquanto sem atriz confirmada.

Como falamos no começo, a série The Crown é uma grande pedida para quem quer entrar de cabeça na cultura inglesa e aprimorar o idioma. Para isso, basta uma pequena mudança: mudar as configurações de áudio. A Netflix permite ajustar legendas, legendas ocultas e áudio alternativo de diversos filmes e séries de TV, de uma forma bem simples, veja nesse texto que publicamos.

Desse modo você aumenta sua compreensão auditiva, criando uma maior familiaridade com a língua e aprendendo expressões, dialetos e gírias da atualidade de maneira natural, além de ficar a par das novidades da série e não cair nos spoilers dos seus amigos!

10 erros de inglês que você não pode cometer

10 erros de inglês que você não pode cometer

A língua inglesa, assim como as demais, apresenta muitas peculiaridades em sua gramática e vocabulário, possuindo diversas palavras com pronúncia e escrita semelhantes. E mesmo quando estamos estudando o inglês ou praticando em nosso dia a dia, estamos sujeitos a erros que muitas vezes passam despercebidos, justamente por esse fator de equivalências.

Na lista abaixo apresentamos alguns do erros mais comuns que as pessoas estão sujeitas a cometer quando estão escrevendo ou falando em inglês:

1. Your e You’re

A palavra your (“seu” ou “sua” em português) é um pronome possessivo usado em frases como: this is your car. O termo you’re é uma contração de you are, e quer dizer “você é” podendo ser usado em frases como you’re so funny.

2. Ear e Year

Um exemplo de palavras que possuem mesmo som falada, mas têm significados diferentes. Ear é orelha em português e year significa ano. Quem nunca se confundiu escutando alguma música em inglês?

3. There, Their e They’re

A palavra there quer dizer “lá”. Exemplo: I will be there (em português: eu estarei lá). Já a palavra their é um pronome possessivo usado na terceira pessoa, como na frase their car is blue, que significa “o carro deles é azul”. Já o termo they’re é usado para dizer “eles/ elas são”

4. Sheep e Ship

Não confunda ovelha com navio. Sheep com dois E é o animal, e ship com I é navio, ou nave espacial em casos de ficção científica.

Sheep Cultura Inglesa

5. Then e Than

Then e Than são duas palavras que são muito confundidas, especialmente por ter a pronúncia similar. Os usos, entretanto, são bem diferentes. O termo then pode ter muitos significados como, por exemplo, um determinado tempo no passado: things were better then, imediatamente ou um tempo logo depois de determinada ação, the boy stopped and then started again, entre outros. Já a palavra than é usada em situações de comparação, como na frase my dad is older than your.

6. Loose e Lose

O termo loose é usado para descrever determinado objeto, ou seja, é um adjetivo que significa solto, frouxo ou folgado na língua portuguesa. Já o verbo lose indica a ação perder ou extraviar.

7. I, Me e Myself

Trocar o “me” pelo “I” no inglês é o mesmo que confundir “mim” com “eu”. Para não errar basta alternar os termos e escolher aquele que faz mais sentido gramatical. Já a palavra myself é usada em diversas ocasiões. Como intensificador do “me” ou “I”: I myself will challenge that man. Substituindo o “me” como objeto, I gave myself a break.

8. Word e World

Quando você escreve no computador, você usa o programa Word ou World? A resposta correta é Word, sem L, que traduzida significa palavra em português. Já World com L significa mundo.

9. Could, Would e Should

Could é usado para expressar possibilidade, condicional (talvez). Would pode ser usado como o passado de will para expressar o futuro (faria), Já  Should, por sua vez, é empregado para expressar uma condição, dever ou como o passado de shall (devo).

10. Kitchen e Chicken

Kitchen e Chicken também são confundidos com certa frequência. Kitchen significa cozinha, e chicken é frango.

 

Fonte: BBC